segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Mentalidade de segunda classe

Desta vez quando fomos para o Algarve optámos que ir no comboio Alfa Pendular. Ele parte do Oriente à oito e quarenta enquanto que o Intercidades parte à dez e vinte. Assim a chegada a Lagos seria por volta do meio-dia e meia. Bem mais cedo que outra opção.

Por isso fomos no Alfa. Ora uma advertência para quem queira andar de comboio em Agosto para o Algarve: arrisca-se a não ter bilhete. Quando cheguei à bilheteira já não havia bilhetes para a classe turística (segunda classe no outros comboios). Lá tive que ir na classe conforto.

Esta foi a segunda vez que andei no Alfa. Da primeira viemos do Porto e foi em classe turística. Viajar na conforto foi uma experiência algo humilhante para mim. Porquê? Porque sou muito tímido e não tive coragem para fazer perguntas. A classe conforto caracteriza-se pelo conforto das instalações, mas também pela atenção prestada pelos comissários de bordo aos passageiros. Bem os vi a distribuir jornais e revistas, café e água. Perguntaram se queríamos o pequeno-almoço. E onde está a humilhação? Na minha vergonha em perguntar se aquilo tudo estava incluído no bilhete, bem puxado por sinal, ou era pago à parte.

Pelo que percebi por ver as outras pessoas, acho que era de graça. Podia ter bebido um descafeinado se houvesse e ter escolhido uma revista para minha mãe e um jornal para mim (apesar de não ser apreciado de jornais).

Não sou uma pessoa ousada. Tenho mentalidade de viajante de segunda classe em nada é de graça e se desconfia quando alguém dá alguma coisa. Esta timidez dá cabo de mim...

1 comentário:

Kássia Kiss disse...

Essa timidez pode ter a ver com o medo que o Jota tem de incomodar os outros, ou ser inconveniente, ou ofender, ou dar má impressão da sua pessoa.

Na verdade, esse tipo de medo só existe na nossa cabeça. Perguntar se o pequeno-almoço está incluído no preço do bilhete não dá má impressão. E os comissários de bordo lidam todos os dias com tantos passageiros, que nem se dariam ao trabalho de fixar a sua pergunta. Nem quem a fez ;)